21 outubro 2012

Livro ``As vantagens de ser invisível``





Emocionante, sincero, polêmico e profundo de uma forma interessante. Talvez seja precipitado demais começar uma resenha logo com tantos adjetivos, mas, ao mesmo tempo, não consigo deixar essas palavras de fora quando penso no livro ``As Vantagens de ser invisível``, de Stephen Chbosky. Na história, Charlie é um garoto de 15 anos que relata uma fase da sua vida através de cartas para um ``amigo``cuja identidade só iremos descobrir no final do livro assim como outros mistérios. E através dessas cartas temos uma rara oportunidade de ver o mundo com outros olhos.

Nesse sentido, acho importante dizer que se trata de uma leitura especial, pois consegue ser muito bem apreciada por quem consegue se identificar com seus personagens. A idéia de contar a história de Charlie através das cartas só contribui para que tenhamos uma conexão com o personagem. Quase como uma relação de amizade na qual nos tornamos amigos dele. Torcemos por ele, sentimos pena e nos emocionamos com seu amadurecimento. Pode se dizer que a empatia ocorre com muito mais facilidade. Se você já teve que lidar com coisas como problemas na família, o medo de um primeiro encontro e até a sensação de deslocamento social na escola, então pode ter certeza que essas questões irão te tocar de um modo ou de outro durante a leitura. Pelo livro, vemos o mundo pelos olhos de Charlie que muitas vezes age como um coadjuvante mesmo sendo um protagonista de sua própria história.

Nesse ponto, não posso deixar de ressaltar outro aspecto marcante do livro que é sensibilidade de Charlie. Uma característica que só parece aumentar aliada a outra que é a sua ingenuidade. Nesse momento, vamos descobrindo o mundo junto com ele. E assim tentando entender como cada coisa funciona, pois está é a fase da descoberta na qual se percebe que o mundo não é tão preto e branco como parecia quando éramos crianças. Muito mais que isso, é um momento de transição e de começar a aprender com as mudanças da vida.

Bom, de um modo geral, acho que isso é tudo o que tenho pra dizer sobre o livro. Fiquei muito contente pela oportunidade de conhecer essa história, pois mesmo escrito de forma tão simples traz boas reflexões.


``Então, acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui. Ainda podemos fazer coisas. E podemos tentar ficar bem com elas`` 

5 comentários:

  1. Olá Marcus, como estais? Bem, segundo teus comentários a respeito do livro, parece ser bom, profundo e bem interessante, gosto de indicações de livros, mas infelizmente estou com meu tempo tão escasso que não posso ler livros devocionais agora, mas boa dica essa sua.

    Um abração pra ti.

    ResponderExcluir
  2. O texto bem escrito, como de práxis, e os detalhes apresentados no mesmo sobre o livro, é realmente um estímulo à leitura. Vou fazer um esforço para ler nas férias ou deixá-lo em uma lista de prioridades, pois pelo que consta, pode ser importante como crescimento pessoal e, também, para eu trabalhar com meus alunos, nem que seja um fragmento, ao abordar ética, moral, o lidar com as diferenças, o respeito, a humanização...

    Muito obrigada meu lindo primo em compartilhar mais um texto comigo e o seu conhecimento

    Um grande abraço,
    Michele

    ResponderExcluir
  3. Ler esse post só me deixou com mais vontade de ler esse livro. Foi uma pena não conseguir ver a adaptação no cinema.
    Como você sabe, já tenho uma lista de livros na espera, mas vou encaixar esse por lá.
    Os melhores livros são aqueles com os quais nos identificamos de alguma forma, que nos tocam e sensibilizam.

    Bom fim de semana, amigo. Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito de ler livros apesar de ter pouco tempo para o fazer mas gostei da sua dica e vou ver sr arranjo um tempinho pra ler.

    ResponderExcluir
  5. É, é um bom livro, mas... A identidade do "amigo" dele... Só eu que não descobri?

    ResponderExcluir

Comente apenas se tiver algo a ver com a postagem. Por isso, comentem de verdade!!!!