27 outubro 2011

Sensação de deslocamento social



A carta fora do baralho. O estranho no ninho. Alguém sobrando. Quem é que nunca ouviu falar de nenhuma dessas e outras expressões que servem para representar a sensação de deslocamento social? Na minha opinião, todo mundo. Muita gente pode até discordar dessa afirmação por achar que estou generalizando, mas acho difícil acreditar que não exista ninguém nessa vida que não tenha se sentido deslocado em algum ambiente ou situação especifica. É fato: nem sempre dá pra se sentir à vontade em todos os lugares e a todo o momento. Às vezes você não tem todas as ferramentas certas para a interação dar certo e não sabe como se sentir menos desconfortável. Em outras vezes, é apenas o seu jeito de ser mesmo.

Ah, o jeito de ser, essa coisa tão simples, mas ao mesmo tempo tão complexa de se entender, principalmente para quem adora/ama de paixão tirar conclusões de forma precipitada. Um exemplo que simplesmente fortalece isso é quando você está com outras pessoas e todos estão agindo de um modo muito parecido. De repente, os ``holofotes`` se acendem e viram-se pra você se tornar o foco da discórdia. ``Como é que pode você não tomar café a tarde?``, ``Porque está usando a mão esquerda se você é destro?``, ``Nossa, você é o único que não está bebendo cerveja. Bah, que careta``. Esses são apenas alguns poucos exemplos dentre inúmeros. Eu sei que cada um também deve ter os seus, afinal tomar uma atitude diferente não é uma exclusividade minha ou sua, por incrível que pareça. Aliás, são justamente esses tipos de atitude que levam uma pessoa deslocada a ganhar a alcunha de chata e ser alvo de piadinhas que, em sua grande maioria, não são nem um pouco engraçadas.

No entanto, sentir-se deslocado vai muito além de tomar uma atitude diferente e perfeitamente natural, condizente com sua realidade. Isso também tem a ver com a timidez. E ser tímido não é necessariamente ruim. É algo que tem suas qualidades. Para alguns, é como uma característica admirável por trazer consigo a reflexão e a habilidade de saber ouvir. Mas também tem o lado ruim como quando você deve ir a uma confraternização e interagir com pessoas diferentes sem saber como ou então quando você vai a um lugar pela primeira vez e vivencia experiências inéditas ao lado de pessoas com mais experiência que você nesse tipo de ambiente. O que fazer quando não há roteiro? Como jogar quando não se sabe as regras e ninguém se dá o trabalho de explicar? E a última (e melhor) pergunta: você está preparado para TODO tipo de surpresa???

É obvio que é muito mais fácil interagir quando existe alguma afinidade. Pode ser qualquer coisa, desde que seja boa o bastante para garantir uma conversa descontraída. Afinal de contas, ninguém nesse mundo sente prazer real em ficar apenas ouvindo sobre coisas chatas ou assuntos que não sejam tão interessantes no momento. Em outras palavras, interagir é como uma obra de mágico, cheia de surpresas e com detalhes que vez ou outra passam desapercebidos. Você nunca sabe exatamente o que pode acontecer. Inclusive, em alguns casos bem raros pode existir alguém que tenha a percepção de ver que uma pessoa não está se sentindo bem à vontade e assim resolver traze-la para o meio da conversa. Isso pode ser feito de várias maneiras, seja fazendo alguma brincadeira que te deixe inicialmente sem graça ou apenas te chamando para algo que seja do seu interesse.

Bom, nem tudo é perfeito. Às vezes você tem que se jogar numa situação de olhos fechados e ver no que vai dar. O risco existe e é real assim como as possibilidades de acertos numa situação nova. O que sobra depois disso é o aprendizado, talvez a melhor compensação para quem já se sentiu deslocado.

21 comentários:

  1. Já me senti "deslocado" várias vezes, passei por certas situações de preconceito devido ao meu cabelo ruivo. Mas hoje me encontrei na sociedade, superei isso!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que todo mundo passa por coisas assim.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do texto. Bem organizado. Me encaixei nele, rs.

    ResponderExcluir
  4. Acho que o "sentir deslocado" fazer parte da minha essência rs...com tantas mudanças de cidade, quem se adaptaria fácil, certo? mas tenho para mim que SE ADAPTAR tem grandes chances de significar "abrir mão de si". Prefiro ser eu a buscar um encaixe q não me satisfaça.

    ResponderExcluir
  5. ja me senti assim algumas vezes...e muito chato...

    ResponderExcluir
  6. Quem nunca se sentiu assim?Que atire a primeira pedra.
    Fazer ou não fazer o que todo mundo faz já é motivo de um certo "deslocamento".Ter que se adequar a tal situação...
    Conviver é uma tarefa não tão fácil.Cada um tem um pensamento,seus momentos de chatice,de alegria,de implicância.O importante é tentar dar a volta por cima e buscar a tão sonhada felicidade.Tomando cuidado para que quando ela chegar,não estejamos demasiadamente ocupados para percebê-la.
    Amei o texto.
    Parabéns!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Deslocamento social... ta aí algo que me define...rs
    Já me senti deslocada muitas vezes. Acho que muita gente já passou e passa por isso.
    Muito bom o post!
    Passa lá pelo Sook depois.
    BjO

    ResponderExcluir
  8. Vou confessar....sei que isso existe, carta fora do baralho, mas como vc mesmo disse, sempre há excessões, eu sou um delas, como sou muito extrovertida e porque não até mesmo cara de pau, nunca passei por isso. Em qualquer parte que me encontro, me sinto em casa.Ex. posso está com os reis, príncipes presidentes da república ou um um simples mortal, sou mais eu.

    ResponderExcluir
  9. O deslocamento sempre vai existir... mas, a coragem de se sobrepor a situações faz a diferença!

    ;D

    ResponderExcluir
  10. É praticamente impossível não se sentir deslocado às vezes. Por mais que a pessoa seja descontraída, pode acontecer de ela não se adaptar muito bem a um certo ambiente.
    Acho que essa questão tem mais a ver com afinidade. A timidez é apenas um agravante (que é o meu caso, rs).
    O importante é ter personalidade e não sentir vergonha der ser diferente dos demais, mesmo que algumas vezes tentem fazer com que você siga alguns padrões.

    Volta triunfal, meu amigo!
    Até a próxima!

    ResponderExcluir
  11. Acho que todos sentimos às vezes mas por estar em um grupo novo ou diferente, mas se este sentimento é constante, talvez seja preciso procurar alguma ajuda.

    ResponderExcluir
  12. o deslocamento social pode vir de vários motivos, muitos colocados em sensações, como disse no texto, mas depende do contexto também, existe o lugar em que o sujeito está para que ele se sinta deslocado...é o exemplo das modelos e de repente uma garota comum como eu, eu me sentiria deslocada socialmente...

    ResponderExcluir
  13. Sentimento que faz parte da vida!
    Gostei do seu blog, está em meus favoritos!
    beijos
    até
    http://joycebc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Entra aqui que vc é convidado de honra Marcão !

    Canal pra divulgar o blog no face...e aumentar suas visualizaçoes.

    http://www.facebook.com/groups/274247739286217/
    a blogosfera no facebook !

    abraço

    ResponderExcluir
  15. Com toda certeza, coisas desse tipo, exemplificadas por você nesse texto, já aconteceram com todos nós. É uma sensação das mais desconfortantes. Nessas horas você por mais que se esforce e tente, nunca sabe como ser o mais natural possível. É terrível, viu. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  16. Bem...quem não passou por deslocamento social que atire a primeira pedra, acho mais complicado na infancia e os traumas causados que ficam pelo resto da vida. Estou com 30 anos e começo a sentir os efeitos da famosa crise da meia idade. fica mais complicado quando vc faz faculdade onde a maioria tem 19 anos

    abraço, te vejo no Cronicas !

    ResponderExcluir
  17. Se sentir deslocado é realmente difícil. Passei por isso várias vezes. E até hoje me sinto de certa forma "diferente", até mesmo na minha família. A diferença é que antes eu tentava me encaixar, e hoje vejo que não tem nada demais em ser diferente. Assumi que sim, sou diferente, e não tem nada demais nisso. E como vc falou é melhor as vezes simplesmente deixar acontecer. Muitas vezes nos sentimos deslocados e acabos, sem perceber, nos fechando pras pessoas. Porque eles incialmente são diferentes de nós.

    ps.: obrigada pelos comentários no meu blog, adorei todos. O seu blog é ótimo e é uma delícia de se ler. Bjs

    ResponderExcluir
  18. O problema não é se sentir deslocado, isso é normal. Acho que o problema maior e quando você sente que não se enquadra em lugar nenhum, quando se sente diferente de todos e não se sente necessário ou querido ou amado. Este é o meu problema, por exemplo. Não consigo de maneira alguma me sentir a vontade com a família do meu noivo, por exemplo. Já estamos há dois anos juntos e nas reuniões de família, por mais que eu me esforce e tente, não conseguimos fazer a situação fluir. E isso está afetando demais meu relacionamento, e eu preciso de ajuda pois não quero que meu noivo tenha essa sensação de ter que escolher, quero somar cada vez mais na vida de todos. Mas não sei qual é o problema. Eu costumo ser muito extrovertida quando me sinto bem no ambiente, mas quando estou com eles por algum motivo eu me fecho feito uma concha, cortesia do signo de câncer rsrsrs mas enfim. Sempre procuro um jeito de me dar bem com eles e que nosso relacionamento passe a ser um pouco mais além de educação nas está bem difícil. Mas eu gostei demais do seu artigo. Parabéns ;-)

    ResponderExcluir
  19. Sinto-me assim bastantes vezes, principalmente quando sei que as pessoas tiram juízos de valor e fazem piadas sem saberem do que se passa nem se darem ao trabalho de me conhecer. Infelizmente ainda magoa e só faz com que me isole mais---é tão mais fácil apontar o dedo e criticar do que aceitar as pessoas como elas são...

    ResponderExcluir
  20. Ultimamente tenho me sentido assim em quase todos os lugares e situações, mesmo na família é raro não me sentir deslocado,...
    Isso é muito estranho, acho que é a pior sensação que eu já tive,...
    Acabo me afastando dos outros mesmo sem querer isso, já que cada tentativa de me "enturmar" acaba sendo um verdadeira toutura,...
    Não sou tímido, e nem tenho fobia social, só opto por focar sozinho porque parece que perdoinha capacidade dee socializar,...

    ResponderExcluir
  21. Texto ótimo e exclarecedor, não tem como não se identificar. Estava precisando dessas palavras. Obrigado!

    ResponderExcluir

Comente apenas se tiver algo a ver com a postagem. Por isso, comentem de verdade!!!!